Amigas virtuais
ola bem vindo ao amigas virtuais
espero que gostem do forum aqui poderam fazer belas amizades tirar duvidas dar opinioes e muito mais
peço que ao entar no forum deixe uma mensagem sobre o que achou do forum no apresentacao de menbros para dar sua opiniao nao presiza se cadstrar bjs
BATE PAPO
PARA BATE PAPO ON LINE CLIQUE EM PORTAL E BOM PAPO
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Parceiros
Fórum grátis
Junho 2017
DomSegTerQuaQuiSexSab
    123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930 

Calendário Calendário

BATE PAPO
PARA BATE PAPO ONLINE CLIQUE EM PORTAL E BOM PAPO

sexo anal

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

sexo anal

Mensagem por TATY em 04/08/11, 05:18 pm

Sexo anal, para quem já conhece tudo bem, mas para que tem aquela curiosidade e ainda não fez então este é um artigo bem interessante, pois vai tentar abordar numa linguagem bem fácil e acessível tudo, de forma bem detalhada tudo o que você, mulher precisa saber para viver um sexo anal, sem medo, sem receios, com todos os devido cuidados. Um artigo bem informativo. Aproveite!
Em primeiríssimo, lugar, a mulher tem que querer, estar a fim de experimentar, estar curiosa, estar com tesão só de ouvir falar,porque isso tudo já ajuda até mesmo a relaxar mentalmente a idéia pavorosa que o sexo anal traz,em relação a dor, que é o que mais assusta as mulheres. Nada de fazer para agradar o parceiro, isso é prejudicial à saúde, pois no sexo, tudo é aprendizado, e respeito um para com o outro.
A primeira vez pode sim ser muito estranha, pois é algo novo, e o novo sempre vem junto com a insegurança e ansiedade. Bom, mas para você, que já praticou sexo anal algumas vezes e não gostou é importante que conte ao parceiro, pois, caso isso não ocorra, ele vai perceber seu desconforto do mesmo jeito e você se frustrará a cada relação.
É muito importante você sabre disso, antes de todas as orientações: A primeira penetração no ânus dói, a segunda dói também, mas já da para sentir mais gostoso, e a terceira vez pode ser só gostoso. Isso tudo irá variar muito da capacidade de relaxamento da pessoa, e das técnicas de penetração do parceiro.
Para o sexo anal, é preciso ter em mãos alguns ingredientes fundamentais, que são: a camisinha, mas não pode sr qualquer uma, e sim, uma bem reforçada, como, a Jontex Ultra, que possui o látex duas vezes mais grosso, e deixa a relação mais segura. Isso porque o canal retal, não possui lubrificação própria, e uma camisinha normal pode se romper mais facilmente, pela dificuldade na entrada do pênis no ânus.
O lubrificante, que deve ser à base de água: É melhor e mais prático método para se ter qualquer tipo de penetração com facilidade. O KY, facilmente encontrado em qualquer farmácia ou, em lojas de produtos para fins sexuais. Há outros produtos desse tipo no mercado, mas só os lubrificantes à base de água são garantidos que não romperão o látex do preservativo. E pode abusar bastante do lubrificante.
As fantasias sexuais devem estar bem presentes na hora do sexo, e no sexo anal, há mulheres que se excitam mais, ao visualizarem seus parceiros com roupas e acessórios. Usem e abusem de usas fantasias, isso também serve para ajudarem a se divertirem e na hora do sexo anal, sem dar muita vazão aos sentimentos de ansiedade, e dor. Agradar e excitar facilita bastante na hora H.
Existem alguns brinquedos, que podem ser comprados em lojas especializadas. Um bom exemplo é aquela corda com várias bolinhas, de tamanhos graduais, que pode ser utilizado como uma preliminar de preparação para a realização do sexo anal, ou até mesmo, como um treinamento, quando estiver sozinha, e ir acostumando o ânus com a entrada dessas bolinhas que já vem graduada, para essa adaptação anal.
Uma boa ducha antes da prática anal é sempre bem vinda e faz parte de uma boa preparação. Pois se constitui em uma lavagem do canal retal. As duas formas mais usuais: Na hora do banho, além de deixar o corpo bem limpo e cheiroso, com a mangueirinha do chuveiro ligado, posicionar o jato no ânus. Também pode ser feito no bidê, da mesma forma.
Nada de fazer sexo anal, quando estiver com problemas de diarréia, isso pode vir a trazer grandes constrangimentos. O ideal é estar com os intestinos limpos, ou seja, estar com suas funções intestinais regulares, e ter evacuado um tanto antes da atividade sexual anal. Muitas mulheres se preocupam no que seus parceiros vão encontrar por lá, e ficam completamente inibidas, até mesmo quando eles tentam colocar os dedos no ânus, é preciso entender, que eles sabem bem onde estão colocando os dedos, e sabem muito bem o que podem encontrar, e isso não deve ser fonte de preocupação, pois isto está muito claro para eles. Aliás, o uso dos dedos serve e muito para uma pré-penetração, pode-se colocar um dedo, e ficar acostumando o ânus com movimentos de vai e vem bem de leve, tira e botar de novo, e tentar colocar dois, mas sem ansiedade, se não der, fique brincando apenas com um dedo, isso não quer dizer nada.

Use e abuse das preliminares. Muitos beijos, e língua. Se quem vai penetrar gostar, e não se importar, alguns beijinhos na área de atuação pode facilitar o relaxamento. É como no sexo oral, e se a parceira, for uma pessoa higiênica, não há nenhum problema, em vista.
A clássica posição “cachorrinho” nem sempre é a melhor para a primeira penetração anal. Mas a posição “cavalgada”, essa sim, se torna mais confortável, pois a mulher pode ir colocando devagar, e ir sentindo a introdução, graduando-a, como desejar, retirando e colocando novamente, isto é, ela comanda nessa hora.
O sexo anal pode sim ser doloroso na primeira vez, mas feito com jeito (e jamais com força, como alguns homens pensam), vontade, carinho, e muito tesão torna-se uma prática prazerosa para as partes envolvidas, e incrementa o repertório sexual do casal.
Desejo que esse artigo tenha ajudado aqueles que têm vontade de experimentar o sexo anal, mas que tinham dúvidas.

Adriana Sommer
Psicologa

avatar
TATY
Admin

Data de inscrição : 01/05/2011
Idade : 25
Localização : Sabará/MG

http://amigas-virtuais.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

anal sem dor

Mensagem por TATY em 04/08/11, 05:22 pm

Sentir dor na penetração anal pode acontecer se não forem tomados certos cuidados como o uso de lubrificantes, expansão do ânus, se a relação acontecer sem o consentimento do parceiro(a) penetrado ou ainda, se este ficar muito tenso na hora do sexo, mesmo querendo praticá-lo. Além disso, existem pessoas que preferem o ato sexual anal exatamente pelo prazer que a dor proporciona, este é o caso dos masoquistas, que não será abordado neste artigo.
· Uso de lubrificantes – é estritamente necessário que a área do ânus e o pênis dos parceiros sexuais estejam bem lubrificados, para que se evite a dor do sexo anal. Usa-se, para isso, lubrificantes especiais, comprados em farmácias e sex shop. Não se deve usar óleo de cozinha ou de banho para o sexo anal, pois eles podem causar infecções. Além disso, algumas pessoas lubrificam pênis e ânus com a saliva, o que não é suficiente para facilitar a penetração.
· Expansão do ânus – para a prática do sexo anal ser menos dolorida, é importante que antes da penetração do pênis, haja a expansão do ânus. Isso pode ser feito como forma de preliminar, colocando-se os dedos no ânus do parceiro e massageando esta área bem devagar. Também existem em sex shop, produtos especiais para este fim. Desta forma, diminui a tensão sentida pela pessoa que será penetrada e abre espaço físico para a entrada do pênis mais facilmente.
· Penetração sem consentimento do parceiro(a) – pode acontecer da pessoa ser penetrada sem seu consentimento, mesmo numa relação sexual consentida, além dos estupros. Sem o aval do parceiro penetrado, o susto sentido por este provavelmente irá causar a contração dos músculos do ânus e levará à dor. Não havendo o consentimento do parceiro, fica mais difícil passar lubrificante, o que também causará muita dor. Além disso, desta forma, acontecerão fissuras no ânus, que podem causar sangramentos.
· A tensão de praticar sexo anal – esta talvez seja a grande causa das dores durante este tipo de prática sexual. Quando a pessoa penetrada está muito tensa, mesmo tomando a precaução de lubrificar bem ânus e pênis dos parceiros, além de fazer a expansão anal, todos os músculos acabam se contraindo, o que causa dificuldade na penetração. E quanto mais o parceiro que penetra força a entrada do pênis, maior é a contração dos músculos e maior ainda a dor, podendo levar à frustração do ato anal. A tensão pode ser causada por incertezas quando ao desejo de manter relações sexuais anais, por mitos imaginados que se relacionam a esta prática ou ainda, por insegurança afetiva pelo parceiro.
Estas são as principais causas de dores no ato sexual anal. Ele é sim, um ato dolorido, pois o ânus não está preparado fisiologicamente para receber um pênis. Mas é possível praticar sexo anal sem sentir dor, basta tomar alguns cuidados. Além disso, com o tempo, o sexo anal não se torna mais tão dolorido, sendo cada vez mais fácil a penetração do pênis.

Anne Griza
Sexologa
avatar
TATY
Admin

Data de inscrição : 01/05/2011
Idade : 25
Localização : Sabará/MG

http://amigas-virtuais.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

cuidados no sexo anal

Mensagem por TATY em 04/08/11, 05:24 pm

Praticar o sexo anal pode ser atividade muito prazerosa. É cada vez maior o número de casais que têm aderido a esta prática, antes tabu, hoje, mais uma forma de dar e receber prazer. Porém, como o ânus não tem a elasticidade da vagina e ainda existem certos tabus em relação a ele, sexo seguro, em termos de sexo anal, requer cuidados físicos e psicológicos.
Os cuidados físicos são bem simples, mas muito importantes, senão o sexo anal pode se tornar inviável. Em primeiro lugar, deve-se lubrificar muito bem o ânus e também o pênis, não com saliva, pois ela não é própria para este fim, nem com óleo de cozinha ou de banho, pois estes produtos podem causar infecções. O ideal é que a dupla utilize produtos específicos para este fim, os lubrificantes à base de água, como o KY.
Depois, não se deve penetrar diretamente o pênis no ânus, pois, principalmente nas primeiras vezes, ele precisa ser expandido para não haver muita dor e acabar atrapalhando o prazer. Normalmente, o ânus retoma sua forma inicial depois do sexo, por isso, a tendência é ele estar sempre apertado. Por isso, introduzir os dedos ou algum produto de sex shop (sempre com lubrificante) para expandir o ânus contribui para que a dor seja reduzida drasticamente.
O uso da camisinha é essencial, pois o forte atrito do pênis nas paredes do ânus causa diversas fissuras, tanto no pênis quanto no ânus, que podem transmitir diversas doenças sexualmente transmissíveis, como a AIDS. Além disso, seu uso evita possíveis infecções por microorganismos existentes no ânus. E se a dupla resolver praticar sexo vaginal ou oral logo após o anal, deve trocar de preservativo, pois os mesmos microorganismos podem causar infecções na boca e vagina.
A penetração, para não causar dores, deve ser feita de forma lenta, conforme o parceiro vai aceitando ser penetrado. O movimento do bumbum de quem a recebe, normalmente ajuda no deslocamento do pênis dentro do ânus, sempre lembrando que quem dá a velocidade do movimento é o parceiro que está sendo penetrado, pois ele sente muita dor.
A higiene também é muito importante, pois podem existir resíduos nas paredes do ânus que podem causar constrangimentos na penetração dos dedos ou do pênis. Lavar bem o bumbum é o suficiente. É bastante raro alguém defecar durante o sexo anal, mas pode acontecer. Se for o caso, não tem muito o que ser feito, pois foi uma resposta do corpo à penetração de algo estranho. Limpar o local é o que tem que ser feito.
Com estes cuidados físicos, o sexo anal provavelmente será muito prazeroso. Porém, muitas vezes, o tabu que envolve esta prática, o medo de ficar com o ânus deformado ou o medo da dor podem dificultar que a parceira aceite fazer sexo anal. Os homens também sentem muita dor, mas no caso deles, esta prática pode ser a única alternativa de obter prazer sexual, como no caso dos homossexuais que preferem a penetração. Alguns homens, mesmo não assumindo sua homossexualidade, têm curiosidade de ser penetrados, por isso, estão mais dispostos a aceitar serem penetrados e estão mais livres de medos e inseguranças. Os cuidados físicos são os mesmos em qualquer penetração, o que muda é a capacidade psicológica de se entregar a este ato.


Os cuidados na prática do sexo anal vão além dos cuidados físicos. É claro que cuidar do corpo e da saúde é muito importante, porém, no caso desta prática, a vida psicológica do indivíduo também merece atenção. Como colocado anteriormente, os homens que pretendem manter relações sexuais anais, querendo ser penetrados, estão dispostos a esta prática, por isso, não ficam tão inseguros quanto a este tipo de sexo, mas as dicas colocadas aqui, apesar de serem direcionadas às mulheres, servem também aos homens.
Para as mulheres, principalmente as que não pensam muito em sexo anal, a possibilidade de praticá-lo pode gerar muitos medos, dificultando o prazer. É sabido que sem cuidados físicos a penetração anal é muito dolorosa, além de existir o tabu e as dúvidas freqüentes em relação a este ato.
Por isso, preparar-se psicologicamente para este momento é essencial, e deve ser atividade compartilhada entre os parceiros. Para a mulher, pensar se realmente deseja manter relação sexual anal, se isso pode se tornar prazeroso a ela, se seus valores e educação permitem isso é o primeiro passo. Não se pode esquecer que a analidade em termos de sexo envolve toda uma educação repressora, sendo este tipo de prática sexual considerada pecaminosa, nojenta, entre outros termos pejorativos.
O medo da dor é normalmente o que faz a mulher recuar na decisão de manter relações sexuais anais. Mesmo aquelas que têm curiosidade e desejo nesta prática, o medo de sentir dor pode atrapalhar e muito o prazer. Este medo pode fazer com que a mulher não relaxe no momento da penetração e, mesmo com todos os cuidados, ela sinta algumas dores. Por isso a penetração feita de leve, a boa lubrificação, com o consentimento dela, permitindo a ela dar a tônica desta relação, pelo menos nas primeiras vezes, diminuirá a dor e permitirá que se aproveite todo o prazer deste ato.
Além da dor, existem os mitos relacionados ao sexo anal, como o de que penetrar o ânus causa hemorróidas. Isso não é verdade, o sexo anal não causa hemorróidas, o que ele pode fazer é, no caso de alguém que já possua esta doença, aumentar suas conseqüências. O ânus penetrado também não fica “solto”, ou seja, o controle esfincteriano poderá ser feito normalmente depois das relações sexuais anais. Além disso, não há um aumento significativo no tamanho do ânus depois desta prática sexual.
Estando a mulher preparada, querendo praticar sexo anal, cabe ao parceiro tomar alguns cuidados também. Mesmo que a mulher deseje ser penetrada no ânus, o homem precisa fazer tudo de maneira que a parceira se sinta tranqüila até para postergar a tentativa.
Paciência e diálogo fazem parte deste processo, que apesar da banalidade do sexo, ainda é complicado. Uma relação anal mal sucedida pode criar a insegurança para praticar este tipo de sexo novamente. Por isso, mente e corpo precisam de cuidados específicos para que tudo transcorra de forma positiva para o casal, para que o prazer do sexo anal seja experimentado mais vezes, podendo dar á vida sexual destas pessoas, novas vivências de muito prazer.

Anne Griza
Sexologa
avatar
TATY
Admin

Data de inscrição : 01/05/2011
Idade : 25
Localização : Sabará/MG

http://amigas-virtuais.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: sexo anal

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum